15 Lições que aprendi trabalhando por conta própria


Diferente do que muitos pensam, trabalhar por conta própria é uma tarefa que exige esforço e dedicação. Junto da promessa de liberdade vem também uma série de responsabilidades, para as quais é importante estar preparado quando você decide mudar os rumos da sua profissão.

Então se você está pensando em mudar de vida, trabalhar em casa e dar adeus ao chefe, vem comigo, pois no artigo de hoje vou compartilhar um pouquinho das lições que aprendi ao longo de 10 anos  trabalhando com freelancer.

15. Horário de Trabalho

Determinar horários de trabalho e organizar uma agenda de atividades sem dúvidas está no topo das coisas mais importantes que você deve fazer ao trabalhar por conta própria.

Mas tenha em mente que, dependendo do ramo de atividade, você dependerá dos horários de clientes e fornecedores. Isso pode dificultar um pouquinho no começo, até você perceber o que funciona melhor em seu nicho de negócios.

Atualmente sou autônoma em tempo integral e divido minhas atividades entre projetos independentes e freelancer para outros clientes. Por isso não costumo ter agenda fixa, mas sim uma agenda semanal que reviso com base nas demandas e planejamento.

O objetivo aqui é estabelecer uma rotina para não acabar sobrecarregado. Definir horários para descansar, comer e cuidar das atividades domésticas são pontos essenciais para trabalhar em casa mantendo a boa produtividade e motivação.

Defina horários e organize sua rotina

14. Espaço de Trabalho

Organizar seu espaço de trabalho contribui positivamente para uma rotina mais produtiva.

Quando você mora com outras pessoas é comum pensarem que você tem muita disponibilidade por estar em casa. Isso pode gerar atritos e desconfortos desnecessários. Procure conversar e explicar que precisa desse espaço.

Defina um ambiente que permita focar nas suas atividades, afastado de distrações. Isso inclui resistir à tentação de ligar a televisão ou assistir vídeos enquanto trabalha. Caso necessário, retire essas interferências do local.

Ambiente organizado, mente focada.

13. Planejamento e Foco

É impossível trabalhar por conta própria sem ter o mínimo de planejamento e foco no trabalho.

Procure ter clareza das atividades que você vai desempenhar, anotando todas as tarefas e prazos. 

Por exemplo, se você pretende vender doces ou artesanato, precisará planejar a compra de ingredientes e matérias primas, listar fornecedores, pesquisar preços e organizar os métodos de produção, divulgação, vendas e distribuição.

Mas se você trabalhar com prestação de serviços, o processo já muda completamente. Nesse caso seu foco estará em buscar novos clientes, estabelecer horários de atendimento e execução dos serviços oferecidos.

Independente da atividadade, separe um tempo toda semana para planejar e rever o planejamento do seu negócio. O que está dando certo? O que deu errado? O que pode melhorar?

Tenha consciência que a estrada para o sucesso está em constante construção e todos os obstáculos são possíveis de superar.

12. Desenvolver Hábitos Intencionais

Ser um profissional autônomo é ter em mente que ninguém fará as coisas por você, a menos que disponha de verba para delegar essas tarefas para outras pessoas.

Mas se você não tem condições de contratar, perceberá o desafio de manter a produtividade e motivação em alta. Daí a importância de criar novos hábitos intencionais.

Neurocientistas afirmam que o cérebro precisa em média 30 dias para transformar uma rotina em hábito. Ou seja, tudo que você quiser transformar em hábito, basta intencionalmente incluir na rotina durante um mês.

Eu usei essa estratégia para criar o hábito de arrumar a cama diariamente. Parece pouca coisa, mas o efeito na produtividade é incrível. Se você busca um ponto de partida, recomendo experimentar.

Esta técnica pode ser aplicada para desenvolver qualquer hábito: meditar, arrumar a cama, organizar a casa, lavar a louça, aprender novos idiomas, estudar, ler, praticar exercícios...

Aprenda mais sobre o poder do hábito com Charles Duhigg

11. Feito é Melhor que Perfeito

Trabalhar por conta própria exige, acima de tudo, ação. De nada vai adiantar gastar horas com planejamento se você não executar as tarefas necessárias.

É comum entre profissionais criativos a insatisfação com o resultado final. Muitas vezes você nem terminou um projeto e já pensa que poderia ser melhor. Nessas horas é preciso ter muito cuidado...

Respeitar prazos e entregar resultado é muito mais importante que desempenhar com perfeição. Se você desapegar dessa ideia, perceberá que é capaz de produzir muito mais.

Isso não quer dizer que você fará o trabalho de qualquer jeito. O segredo é focar na entrega e melhorar aos poucos, analisando os resultados e buscando melhorias contínuas.

10. Respeitar Limites

Tudo na vida tem um limite e nosso corpo e mente não são diferentes. Motivação é um sentimento que oscila diariamente e enfrentamos alguns dias bem difíceis ao trabalhar por conta própria.

Aceite o fato que alguns dias simplesmente não irão render tudo que você gostaria. Nesses dias eu apelo para um truque: executar as tarefas mais importantes primeiro e depois exercitar o ócio criativo estudando, lendo e pesquisando.

Paralelamente a isso, tenha um plano de ação para compensar os próximos dias. Minha estratégia preferida é usar a antecipação. Ou seja: aproveito os dias de muita motivação para produzir mais e criar uma "folga estratégica" para usar em momentos difíceis.

Às vezes precisamos parar para libertar a mente.

09. Arte da Resiliência

Ser resiliente é saber se adaptar às mudanças e má sorte. É aprender a levantar sempre que você cai, sem achar que o mundo está acabando por isso.

Eu demorei muito tempo para aprender a ser resiliente, pois venho de uma família que sempre exigiu muitas certezas. Com o passar do tempo entendi que a única certeza é que tudo são riscos.

Da mesma forma que você pode estar super bem empregado hoje e amanhã receber sua carta de demissão, trabalhar em casa é conviver com o risco de recomeçar tudo do zero.

E está tudo bem! Afinal a vida é assim e os aprendizados são levados para sempre.


08. Traçar Planos Alternativos

Aceitar riscos é diferente de ser refém do próprio destino. Em seu projeto de independência profissional procure traçar planos alternativos.

Você dispõe de recursos para sustentar este projeto por quanto tempo? Já tem clientes para atender? Precisa de um emprego em meio turno para garantir as contas do mês? Tem outra atividade para executar paralelamente?

Tudo isso faz parte do seu planejamento. Lembre-se de pensar em alternativas que possam salvar a sua receita mensal.

Isso vale para qualquer profissional autônomo, empreendedor ou freelancer. É uma realidade constante que você precisa estar preparado para encarar ao trabalhar por conta própria.

Lembre-se de ter mais de um plano.

07. Lidar com Imprevistos

Daí que seu planejamento está perfeito e a produção à todo vapor, até que as coisas começam a dar errado e você acaba com um pepino nas mãos que bagunça toda engrenagem.

Nessas horas não adianta lamentar, muito menos sentar e chorar. Respire fundo, afaste-se do problema e procure acalmar a mente para então pensar na solução.

Imprevistos acontecem a todo momento, em todas as áreas da vida. Eles surgem para mostrar que há sempre outras maneiras de lidar com as situações.

Ter jogo de cintura para driblar as adversidades é um exercício constante, mas aos poucos vamos aprendendo como administrar os problemas sem sofrimento.

06. Lidar com Pessoas

Percebo muitos criarem a ilusão de que ao virar autônomo você poderá escolher com quem vai trabalhar e evitar "aquela gente chata"... Apenas pare!

Não importa o ramo de atividade, a única certeza é que precisará lidar com pessoas. 

Clientes, fornecedores ou até mesmo equipes de suporte. Estamos todos interligados e dependemos da boa comunicação para ter sucesso nos negócios também.

Ao invés de relutar com a ideia, procure identificar por que isso incomoda tanto você e use como ferramenta para seu autoconhecimento e equilíbrio interior.

Na paz encontramos sabedoria para desenvolver relacionamentos saudáveis e sólidos com as pessoas que nos cercam.

05. Pensar Fora da Caixa

Um dos maiores segredos dos empreendedores de sucesso está em buscar inovação. Em mercados onde todos oferecem mais do mesmo, ser original pode alavancar seu negocio para outro patamar.

Pensar fora da caixa é exercitar a mente criativa para encontrar soluções ainda não pensadas no mercado. E você não precisa ser Steve Jobs para ter sucesso nessa empreitada.

Estar atento às necessidades de clientes e fornecedores pode ser o primeiro passo para uma ideia inovadora. Assim como analisar a concorrência e identificar melhorias inexploradas.

Pensar Fora da Caixa: exercício constante

04. Driblar Crenças Limitadoras

Muitas vezes acabamos limitados por nossas próprias crenças e conceitos em relação às coisas. Este é um dos principais bloqueios quando tentamos pensar fora da caixa.

Sabe quando temos a sensação que nossa mente está nos sabotando? Provavelmente ela está. Nosso inconsciente adora colocar uma série de empecilhos quando o assunto é mudanças.

Estes pensamentos são fruto de toda nossa história e aprendizado. Crenças que foram plantadas em nós, muitas vezes por pais e educadores, baseados nas experiências que tiveram.

Claro que ouvir a voz da experiência tem seu lado importante, mas não sem questionar. É preciso avaliar e separar os riscos verdadeiros dos medos que refletem nossas inseguranças.

Medo é um dos principais fatores do fracasso porque bloqueia nossa capacidade de ação. Então o maior desafio é agir, acima e apesar dos medos (que provavelmente continuarão atormentando sua mente até obter os primeiros resultados).

03. Repensar Amizades e Negócios

Sabe aquela frase: amigos, amigos e negócios a parte? Se eu pudesse dar apenas um conselho para você, seria este. Muito cuidado ao misturar amizades com negocios.

Já passei por duas experiências frustradas. A primeira foi quando abri uma empresa de consultoria com uma das minhas melhores amigas...

Ter uma sociedade pode trazer grande desgaste físico e emocional. É preciso analisar o perfil de cada um, estabelecer responsabilidades previamente e ainda assim haverá muita discordância.

A maior dificuldade que nós encontramos foi em separar o pessoal do profissional. Na maioria das vezes isso se confunde. Nossa imaturidade também contribuiu para a falta de comunicação e não sentíamos liberdade para falar de negocios abertamente.

Resultado: desistimos e fechamos a empresa após um ano.

Anos depois, surgiu a oportunidade de fazer freelancer para um amigo que tinha uma empresa. Mas ele esqueceu de contar que estava à beira da falência e não conseguiria me pagar... O resultado você pode imaginar qual foi.

Mas perceba que nem tudo são pedras. Apesar das experiências negativas, por outro lado sempre recebi muitas recomendações de amigos.

Essas indicações permitiram que nunca me faltasse trabalho.

Então veja que contatos e parcerias são essenciais para quem trabalha por conta própria. Apenas tenha cuidado ao misturar diretamente amizade com negocios.

Amigos, amigos, negocios à parte...

02. Somos Eternos Aprendizes

Trabalhar por conta própria é recomendado para quem não gosta de viver na zona de conforto.

Na era da informação e internet, o mercado se transforma cada vez mais rápido. Muitas vezes nós acabamos de aprender uma tecnologia, para na sequência ser substituída por outra mais recente.

Estudar sempre, investir em conhecimento e atualização, estar atento às novidades do mercado e aceitar que todo segmento está em constante mutação, é premissa básica para ser eficiente e manter a saúde do seu negocio próprio.

01. Persistência e Recompensa

Acima de tudo está a boa e velha persistência. Recentemente ouvi falar que o segredo das pessoas de sucesso não está na sorte, mas sim em não desistir.

Nós costumamos olhar para quem obtém sucesso como se essas pessoas fossem especiais e soubessem de alguma fórmula que desconhecemos.

A verdade é que essas pessoas passaram por tantos altos e baixos quanto qualquer um de nós. A diferença é que não se deixaram abalar pelos erros. Persistiram e seguiram tentando até dar certo.

Eu senti isso na pele ao me aventurar pelo marketing de afiliados e tentar concretizar minha primeira venda online. Depois de muita tentativa e erro, finalmente consegui obter resultado e aos poucos estou compreendendo como o mecanismo funciona.

Ainda estou longe de ser bem sucedida na área, mas nas últimas semanas já acumulei mais duas vendas, comprovando na prática que todo estudo e esforço acabam sendo recompensados quando não desistimos dos nossos sonhos.

A primeira venda a gente nunca esquece

Leia também:
Fórmula Negocio Online funciona mesmo ou é enrolação?

Comentários